sábado, 20 de setembro de 2008

DESTINO


Não há como poder fugir
do destino que tens traçado
seja que porta escolhas abrir
vais sempre dar ao mesmo lado
-
Mas tu tentas furar, romper
em vão tentas espernear
abominas pensar em ceder
preferes mudar que acatar
-
E corres, corres, corres meio mundo
tanto trocas de vida e tentas melhorar
como tudo desperdiças e bates no fundo,
e eles apregoam que nunca o vais alterar
-
Aconselham-te a desistir de lutar
contra o que te foi reservado
que só tens mesmo é de aceitar
e viveres com o que tens, abnegado.
Que mesmo já antes de se nascer
está decidido e programado
que futuro vais afinal ter,
se um alegre se um triste fado.
-
Tretas, tudo puras tretas!!
Sei que tenho palavra activa,
que não somos meras marionetas
e que comandamos nós a nossa vida,
nem que apenas como meros poetas
-
E não me vão nunca reduzir
a ser um zombie mandado
que ao invés de exigir decidir
parece até apenas preferir
ser simplesmente comandado.
-
LETRASALINHADAS

10 comentários:

f@ disse...

Fuga(z)
e beijinhos das nuvens

mdsol disse...

desânimo por aqui? Não...quem assim se d´aao trabalho de se expressar...
:))

Iana disse...

Sementes no chão, nasce e cresce emoção
Um jardim sem flores não é jardim
O meu é, e, floresce a cada dia, mesmo estando ausente
Minhas maravilhosas flores me enchem de alegria....

Amigos (as) O meu muito “Obrigada” por fazerem parte desse meu lindo e encantado jardim, e por terem o regado sempre enquanto estive ausente... Ao ler os vossos recados, deixaram-me alegre e feliz.

Passei por dias difíceis, (saúde) é, a saúde dessa vossa amiga não anda lá muito boa e é por isso que as vezes preciso de me afastar.

Tenho dias que não consigo estar por cá e dar a todos os amigos leitores o carinho que tanto merecem, receber dessa vossa “Rosa Amiga” o cuidado, dedicação, amizade, carinho e atenção.

Venho agradecer a todos pelo carinho, apoio, dedicação, atenção e amor pelo meu espaço entre as flores e pela minha pessoa. “Obrigada”!

Estou voltando aos poucos, e espero mais uma vez a compreensão de todos se caso eu demore a responder ou visitar-vos, espero estar bem para então voltar a dar o melhor que sei dar a meus queridos (as) amigos (as)...

Beijos doces dessa sempre
Rosa amiga
Iana!!!

NOCTURNO disse...

Marcamos presença
existimos
sentimos
e explodimos...

Abraço

Coragem disse...

Segui o caminho deixado no meu espaço, gostei muito do que li por aqui.
Nesta poesia, apenas sorri, digo eu, que acredito no destino, mas não, como meras marionetas...
Curioso :)

Até já

Ana Carolina disse...

Sim, eu acho que deixa sempre algo a desejar, a cada verso, a cada estrofe e a cada poema que leio dele. Aí é que está o meu fascínio pela escrita do Fernando Pessoa.

deep disse...

É o tempo dos "coniventes sem cadastro", não é? Ainda hoje essa expressão da Sophia me martelou a cabeça. De certo modo, o teu poema vai ao encontro das palavras da autora em "Data", um poema que não poderia ser mais actual - a tua resposta à pergunta que deixaste no "em tons de azul". Fico contente que passar pelo "letras" te tenha feito bem. Também gostei de passar por cá. Hei-de voltar. :)

Sunshine disse...

Ainda hoje dizia isso mesmo. Não acredito que sejamos apenas actores a desempenhar um papel que já foi escrito, também não conseguimos que a vida seja apenas aquilo que gostaríamos. Acredito que se perante as situações com que nos deparamos temos um papel activo, na medida em que existem sempre opções.
Beijinhos com raios de Sol

Iana disse...

Apenas saudades
Boa Noite

Amizade
é tudo aquilo
que demonstramos
mesmo em silêncio,
pois os melhores amigos
são aqueles que até no
silêncio nos fazem feliz!

Beijos mil
Iana!!!

Filipa Yamagnata disse...

Expressas-te muito bem, parabéns! Desejo que no ano 2009 comandes o teu destino. Só porque tu queres :)