quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

NUMA DESTAS NOITES


Acordei velho e vi tudo
acordei velho e tudo vi
vi tudo aquilo que vivi
e vi, sobretudo,
tudo aquilo que perdi
acordei velho e vi tudo
acordei velho e tudo vi
acordei velho longe de ti
e não mais adormeci.
-
LETRASALINHADAS

7 comentários:

Sara Almeida Silva disse...

Parece que só o passar do tempo é que nos apercebemos daquilo que perdemos e rejeitamos..
Depois, não podemos voltar atrás, e ficamos com a sensação de oportunidades perdidas..
Coisa que tantas vezes nos tira o sono..*

Teresa disse...

Olá!
Disse-me um amigo um destes dias: "Não te arrependas do que fazes, arrepende-te antes do que deixaste po fazer"!
E tem razão!
Nºao deixes nada por fazer. Não percas as oportunidades que a vida te der!!
Beijinhos,
T

Angel of Light disse...

Mesmo quando chegamos a velhos, nunca é tarde demais para darmos uma reviravolta na nossa vida, por forma a alcançarmos o que desejamos. O que passou, passou! É história. Agora o presente, é um presente que deve ser vivido ao instante, para que, quando um dia "acordarmos" num futuro... sorrirmos perante tudo aquilo que vivenviámos!

Beijinhos de Amor e Luz!

Mafalda Sofia disse...

Quando passamos a vida a esperar por algo, não nos damos conta que tudo passa ao lado...
Quando somos velhos vale a recordação de uma vida bem vivida, de gestos nossos... porque não vale a pena esperar uma vida inteira, temos é de vivê-la...

Carla disse...

o tempo pode ser inimigo, mas também nos pode dar a sabedoria que necessitamos para encontrar laivos de felicidade
beijos

Marta Pragosa disse...

Olá. :)
Ainda bem que gostou. :)
Também gostei dos seus poemas, especialmente este, e acho que voltarei (muitas) mais vezes. :)

Ah, gostei da cultura alinhada que nos apresenta. :)

SilentDreams disse...

Esta simplesmente lindo, parece incrivel como em poucas linhas consegues transmitir o que realmente muita gente sente. Como o tempo passa e não conseguimos realmente dar valor as coisas que temos porque tomamo las como quarantidas. e um dia acordamos e apercebemo nos de que nada do que tinhamos era realmente nosso apenas a ilusao.

Adoro o teu blog esta simplemente genial.


beijinhos